Personalidade Espírita do Ceará

ANTÔNIO NUNES DE DEUS
Natural de Aracati, município cearense, a cerca de 150 km da capital, Antônio Nunes de Deus, nasceu no dia 24 de setembro de 1922.
Durante sua infância e juventude, na cidade de Aracati, Nunes ouvia histórias de aparições, pessoas que tinham morrido de morte natural ou por suicídios; sonhos e previsões do futuro; encontros e pressentimentos; portas fechadas a ferrolho, serem abertas sem ninguém estivesse por perto. Diziam os mais velhos e os padres, que isto tudo não passavam de alucinações pura e simplesmente.

Remonta ao ano de 1952 quando servia na Base Aérea de Fortaleza na patente de Cabo que ocorreu uma circunstância que o levou ao primeiro contato com a Doutrina Espírita. Era lotado na Esquadrilha de Adestramento, como auxiliar de Sargenteante.

Naquele ano o seu comandante, o 1° Tenente Aviador Ary Petrarca de Mesquita, sendo transferido para outra Unidade Aérea dentro do Ministério, ao despedir-se, solicitou que o cabo Nunes limpasse sua gaveta para o novo chefe e lhe informa que deixara um presente na mesma. Quando abriu a gaveta, encontrou o livro “O Desconhecido e os Problemas Psíquicos”, de Camille Flammarion. No mesmo dia a noite iniciou a leitura. O livro foi-lhe despertando a curiosidade, pois vinham em sua memória as “histórias de alma outro mundo” do tempo de criança. Ao término da leitura observou que havia propaganda de outros livros espíritas, dentre eles as mediúnicas de Chico Xavier e do mesmo autor as obras “Estela”, “Urânia” e “O Fim do Mundo”. Passou a ler as obras de Allan Kardec.

Nessa época travou relações com um grupo espírita no bairro da Aerolândia, dirigido por um Taifeiro Mor, de nome Dimas Siqueira. Naqueles tempos passou também a frequentar sessões mediúnicas realizadas nos lares.

No ano seguinte, em 1953, assistindo uma leitura do boletim, formatura geral, comum em todos os quartéis, foi anunciada o convite do Comandante da Décima Região Militar aos militares da Base e Familiares para assistirem uma sessão solene da Cruzada dos Militares Espíritas do Estado do Ceará. O local da solenidade era na União Espírita Cearense, rua Tristão Gonçalves, 1695 às 19h00. Apesar dos alertas dos companheiros de praça que lhe alertaram em relação ao Capelão, compareceu a solenidade, acalentado com o pensamento “Se um General está de acordo com o Espiritismo, eu também estarei” e assim, o cabo Nunes marcou de modo definitivo sua iniciação a Doutrina Espírita.


União Espírita Cearense

Foi na Cruzada que Nunes travou relacionamento com relevantes personalidades do movimento espírita local como o Major Natal, Sargento Feliciano, José Borges dos Santos, General Celso, Coronel Felizardo e Manoel Monteiro, sendo este último, que o levou para o Centro Espírita Pedro, O Apóstolo de Jesus (CEPAJ), era o 1° Tesoureiro.  


                               José Borges dos Santos               General Celso de Freitas
                                           José Feliciano                    Manoel Monteiro
                                     Major Natal T. Mendes              Manoel Felizardo

O primeiro cargo oficial na diretoria do CEPAJ foi de 2° Tesoureiro. 
Em 1959, em Assembleia Geral, Antunes Nunes de Deus, é eleito pela primeira vez presidente do CEPAJ. Por sua grandeza moral, capacidade de gestão e conhecimento doutrinário oportunizou inúmeras reeleições nos anos 60 do século XX. Durante toda a década de 70, Nunes, foi reeleito presidente sucessivamente. Sua última gestão na presidência do CEPAJ foi até o final do ano de 1983. Nos anos seguintes assume a vice-presidência da instituição até o ano de 1988.
CEPAJ Rua Arariús, 245 - Praia de Iracema Fortaleza-CE 
       No dia 20 de dezembro de 1987, Nunes é eleito 2° Secretário da União Espírita Cearense. E no dia 1° de outubro de 1994 é eleito em Assembleia Geral, Presidente da União Espírita Cearense.




IMAGENS HISTÓRICAS COM NUNES:

Foto tirada na Casa de Saúde Antônio de Pádua nos anos 50. Nunes se encontra em pé. É o 4º a partir da esquerda vizinho ao moço de óculos.
Nunes presente na mesa diretora da 2ª Confraternização de Grupos e Centros Espíritas do Estado do Ceará ocorrida de 12 a 15 de novembro de 1971 sob os auspícios da União Espírita Cearense.

Nunes presente no 3° Encontro de Jovens Espíritas do Ceará realizado na sede da UEC entre os dias 1 a 4 de julho de 1971.

Nunes participando da inauguração da secretaria da UEC no dia 29 de agosto de 1971.
Nunes participando do 5° Encontro de Jovens Espíritas do Ceará de 06 a 08 de julho de 1973.
Nunes participando do 1° Encontro de Dirigentes e Trabalhadores das Casas Espíritas do Ceará ocorrido de 28 a 30 de agosto de 1986.
Antônio Nunes durante o 1° Congresso Espírita do Estado do Ceará ocorrido na Casa de José de Alencar em Messejana dos dias 15 a 17 de novembro de 1991.



Participação do Nunes no II Congresso Espírita do estado do Ceará ocorrido dos dias 8 a 10 de dezembro de 1995.

Nunes na conferência de Walter Hart no dia 29 de agosto de 1997 em homenagem a Bezerra de Menezes.






















Nunes nas comemorações dos 50 anos de fundação do Centro Espírita Rodolfo Teófilo no dia 10 de janeiro de 1998 na cidade de Russas-Ceará.
Nunes no II° Seminário de Evangelizadores ocorrido entre os dias 16 e 17 de janeiro de 1998 na antiga Escola Técnica Federal do Ceará, atualmente IFCE - Instituto Federal de Educação.

Mesa Diretora da USEFOR - União das Sociedades Espíritas de Fortaleza em 1998.
André Luiz mostrando o resgate histórico do 1º número do Jornal Espírita A VOZ DO ALTO (1948) da antiga Confederação Espírita Cearense . Na mesa Antônio Nunes, Cézar Régio e Jânio.
Comemoração a Bezerra de Menezes em Agosto de 1999
Expositor Dr. Cid Carvalho, Orlando Borges, Nunes de Deus e André Luiz
Dezembro de 1999 no GEAP
Radialista Nonato Albuquerque em pé, seguido de Fernando Rocha, Antônio Nunes, Orlando Borges e André Luiz 
Nunes presente no 2° Sarau Natalino do GEAP em dezembro de 1999. 
Nunes na reunião do Conselho Federativo da USEECE - 05.01.2014

Aracati é cercada de belezas naturais, seu litoral é famoso no mundo inteiro principalmente pela internacionalmente conhecida praia de Canoa Quebrada, atraindo turistas do mundo inteiro. Além de seu litoral a cidade possui um conjunto arquitetônico tombado pelo IPHAN, testemunho da época em que o porto natural recebia comerciantes portugueses e de outros estados brasileiros em busca da carne de sol.
A beleza das dunas e das falésias faz o pano de fundo perfeito para passar o dia sob o sol, saboreando uma água de coco ou aproveitar uma das noites mais animadas de todo o estado do Ceará, com restaurantes de diversas especialidades internacionais, bares e boates.
 Aracati ao longe e vista do Rio Jaguaribe
 Casa da Camara
Matriz a noite
Símbolo de Canoa Quebrada, esculpido nas falésias da praia
 Praia de Canoa
Canoa a noite
UM POUCO DE HISTÓRIA...
O topônimo Aracati vem da língua tupi, pela junção de ara (tempo) e catu (bom). O significado original do nome é conhecido como "terra dos bons ventos".
Os primeiros habitantes das terras de Aracati, os índios Potyguara, provavelmente entraram em contato com os europeus em 2 de fevereiro de 1500, através do navegador espanhol Vicente Yáñez Pinzón, que aportara no local denominado Ponta Grossa ou Jabarana, segundo o historiador Tomás Pompeu de Sousa Brasil.
Em 1824, a vila de Aracati tornou-se palco de um dos acontecimentos marcantes da história do Nordeste Brasileiro: durante a Confederação do Equador, Tristão Gonçalves de Alencar Araripe chefiou tropas que atacaram e arruinaram a localidade. Tristão Gonçalves era filho da heroína Bárbara de Alencar, e foi um importante revolucionário, participando da Revolução Pernambucana em 1817 e Confederação do Equador em 1824.
Em 25 de outubro de 1842, a vila foi elevada a condição de cidade pela Lei Provincial 244.
Atualmente, a população é de 71 749 habitantes.

CRÉDITOS:
Pesquisa elaborada por: André Luiz Bezerra Borges dos Santos
Créditos das imagens:
Arquivo Pessoal
Arquivo GEAP
Memórias do Espiritismo, Luciano Klein Filho
http://www.aracati.ce.gov.br/aracati/guia-turistico/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Aracati

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DR. EDSON QUEIROZ E AS CIRURGIAS ESPIRITUAIS EM FORTALEZA

ESPIRITISMO E O ISLAMISMO - PARTE 1

JORMESP NO GRUPO ESPÍRITA AUXILIADORES DOS POBRES